Suécia 3 x 1 Brasil – Agora é pensar na Copa América


Suécia 3 x 1 Brasil – Agora é pensar na Copa América

A seleção estreia na Copa América no dia 9 de julho, contra a Argentina

Brasil sai na frente com gol de Debinha, mas sofre apagão e leva a virada da Suécia em amistoso preparatório para a Copa América

Categorias:

Por: , 28/06/2022

brasil suecia feminino Debinha abriu o placar para o Brasil (Foto: Lucas Figueiredo/CBF)

São Paulo, SP, 28 (AFI) – Em jogo realizado na tarde desta terça-feira (28), o Brasil perdeu de virada para a Suécia, por 3 a 1, em Estocolmo. Esse foi o último amistoso antes do início da Copa América, na Colômbia.

Na semana passada, a seleção brasileira visitou a Dinamarca em Copenhague e perdeu por 2 a 1, com um gol sofrido nos minutos finais.

Agora, as atenções do Brasil estão voltadas para a Copa América. A estreia será no dia 9 de julho, contra a Argentina.

EQUILIBRADOA partida começou com a Suécia pressionando, mas o Brasil foi quem criou a primeira boa chance. Aos nove minutos, Kerolin recebeu dentro da área e chutou cruzado para a defesa de Lindahl. Com mais posse de bola, a seleção sueca assustou em chute de Angeldal por cima do gol.

Depois de uma pressão inicial da Suécia, o Brasil conseguiu equilibrar as ações. A partida, porém, caiu de produção. No último lance de perigo do primeiro tempo, Adriana arriscou de longe e Lindahl não conseguiu segurar. Debinha não aproveitou o rebote e deixou a bola escapar pela linha de fundo.

ENFIM, OS GOLS!O Brasil voltou ligado do intervalo e abriu o placar aos cinco minutos do segundo tempo. No contra-ataque, Debinha recebeu de Fê Palermo nas costas da zaga, carregou e finalizou na saída de Lindahl. O empate da Suécia só não veio na sequência porque Lorena fez grande defesa em chute de Rolfö.

Um apagão do Brasil fez a Suécia virar em apenas dois minutos. Aos 19, Kaneryd fez grande jogada individual e deixou tudo igual. Na sequência, Andersson cruzou e Hurtig apareceu entre as zagueiras para completar de cabeça.

O empate do Brasil quase veio aos 27 minutos. Geyse cruzou e Bia Zaneratto mandou por cima do travessão, perdendo uma grande oportunidade. Nos minutos finais, a seleção brasileira se lançou para o ataque e sofreu o terceiro aos 43. Blackstenius foi lançada em velocidade e tocou por cobertura de Lorena.

Noticias Relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Ative nossas Notificações    CLARO QUE SIM!! :(